A WorldSkills International é organizada pela Internacional Vocation Training Organization (IVTO) e teve início em 1950, nas ruínas da Segunda Guerra Mundial. Na época, as economias de países europeus estavam devastadas, propiciando uma grande escassez de mão de obra hábil e a possibilidade de uma nova depressão econômica. Para oportunizar aos jovens a introdução no mundo das habilidades vocacionais, Francisco Albert Vidal decidiu criar um concurso de habilidades para a juventude da Espanha e Portugal. O campeonato foi modesto para os padrões atuais, mas fez nascer um movimento internacional sobre o assunto.

Com o passar dos anos, a competição foi expandindo e em 1953 dois competidores da Alemanha, Grã-Bretanha, França, Marrocos e Suíça participaram do evento, aparecendo sem aviso prévio e pagando suas próprias despesas. Em 1958 a WorldSkills aconteceu fora da Espanha pela primeira vez: em Bruxelas, na Bélgica. A data marcou o início da expansão pelo mundo, sendo que no fim da década de 60 as competições chegaram a ser realizadas na Alemanha, Grã-Bretanha, Irlanda, Holanda e Suíça. 

Em 1970, quem sediou a WS foi Tóquio e no fim da década de 80, o evento chegou aos EUA, Austrália, Coréia e Taiwan, se concretizando como o maior de habilidades profissionais do mundo. Em 2009, o Canadá realizou o que foi a maior competição até hoje, reunindo 850 jovens de 47 países. Em 2017, a WorldSkills chegou ao Oriente Médio pela primeira vez e neste ano, 2019, o campeonato será em Kazan, na Rússia. O próximo destino dos competidores que pretendem concorrer em 2021, será Shanghai, na China.

Introducao

Brasil na WorldSkills

O Senai é a única instituição certificada no país para atuar na capacitação desse profissional. Com isso, o Brasil agrega atualmente 18 participações em WorldSkills e já conquistou 136 medalhas. Estudantes do Senai integram, desde 1983, a delegação brasileira que participa da competição. Segundo dados do Portal da Indústria, a primeira medalha conquistada por brasileiros foi de prata na modalidade de Tornearia em 1989, na Inglaterra. 

A melhor participação do Brasil foi em São Paulo, 2015, chegando à marca de 27 medalhas e da primeira colocação no ranking de países. Já em 2017, em Abu Dhabi, a delegação brasileira obteve o segundo lugar geral.

Brasil na WorldSkills

Quem pode participar?

O Senai Paraná bateu um recorde histórico na última etapa Nacional da WorldSkills de 2018, conquistando 19 medalhas e 3 certificados de excelência, ficando em 2º lugar no ranking nacional. Com isso, conquistamos 6 vagas para a maior competição de profissões técnicas do mundo que acontecerá em Kazan, na Rússia, em 2019.

 * Informações retiradas do site oficial da WorldSkills e do Portal da Indústria.

Quem pode participar?

Linha do tempo

2011

Mais sobre London

London

2013

Mais sobre Leipzig

Leipzig

2015

Mais sobre São Paulo

São Paulo

2017

Mais sobre Abu Dhabi

Abu Dhabi

2019

Mais sobre Kazan

Kazan

2021

Mais sobre Shanghai

Shanghai

Topo

Cadastre-se para receber nossas novidades

Os dados pessoais coletados pelo Sistema Fiep seguem todos os padrões de segurança e confidencialidade previstos pela Lei Geral de Proteção de Dados. As informações coletadas são sigilosas e não serão, em hipótese alguma, comercializadas a terceiros. O aceite do termo permite, por período indeterminado, o recebimento de materiais de divulgação e contato das empresas que constituem o Sistema Fiep (Sesi, Senai, Fiep e IEL no Paraná). Clique aqui e confira nossa Política de Privacidade.