Da agricultura 4.0 à Smart Farming

Insights
Anna Valéria Gobbo, Analista de PD&I do Senai, especialista em Agronegócio
Imagem sobre Da agricultura 4.0 à Smart Farming

A tecnologia já se consolidou como ferramenta para melhorar a produtividade no campo. Internet das coisas, big data, cloud computing, inteligência artificial, realidade virtual e aumentada são usadas para captar e analisar dados em tempo real. Com isso, há ganhos excelentes em produtividade, qualidade e redução de custos.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 67% das propriedades agrícolas já utilizam algum tipo de tecnologia, com destaque para a agricultura de precisão. Também chamada de agricultura 3.0, ela fornece dados para que os produtores possam otimizar o uso das áreas rurais, plantando na hora certa e com a quantidade exata de insumos. Algumas soluções já são amplamente utilizadas no Paraná e no Brasil, como implementos agrícolas com receptores, computadores de bordo e dados de estações meteorológicas. As informações são analisadas de forma combinada e dão um panorama que facilita a tomada de decisões por parte do produtor rural.

A agricultura 4.0 também já é uma realidade. No Paraná, são utilizadas tecnologias de gestão para monitorar a temperatura e o conforto ambiental dentro das granjas e o plantio de soja é feito com softwares de precisão. Drones, satélites e previsões meteorológicas com alta tecnologia também estão disponíveis aos produtores. O próximo passo, segundo especialistas, são as Smart Farmings, ou fazendas inteligentes. Agora, busca-se conectar pessoas a máquinas, máquinas a máquinas, e analisar esse grande volume de dados gerado para uma gestão mais eficiente.

Com atuação transversal, o Sistema Fiep apoia os produtores desde a análise da produtividade até a implementação de tecnologias no campo e na indústria. Por meio do Senai no Paraná, oferecemos consultorias em lean manufacturing, eficiência energética e gestão da inovação, que auxiliam profissionais do agro a obterem mais assertividade nos processos. O Sistema Fiep também conta com sete Institutos Senai de Tecnologia e dois de Inovação, um Centro de Mobilidade Inteligente e Sustentável e um HUB de Inteligência Artificial Senai, com equipes de pesquisa e tecnologia de ponta.

Pautados pela inovação, desenvolvemos soluções tecnológicas flexíveis e que atendem e se adaptam à necessidade e realidade de cada negócio. Nosso objetivo é instrumentalizar o crescimento agrotecnológico e estamos preparados para isso.