Indústrias paranaenses têm oportunidade de implementar ações de ESG para aumentar a competitividade

Nenhum20/02/2024
Por meio da Chamada Sesi ESG, que está com as inscrições abertas, as indústrias podem aprimorar os negócios e melhorar os indicadores de sustentabilidade
Imagem sobre Indústrias paranaenses têm oportunidade de implementar ações de ESG para aumentar a competitividade

Independentemente do setor e do porte da indústria, a agenda ESG tem ganhado cada vez mais força e tem se tornado imprescindível para proteger os negócios a longo prazo. Com isso, as práticas ESG têm sido um fator determinante na hora de decidir se vale a pena comprar ou investir, afinal, os consumidores e investidores estão cada vez mais conscientes sobre questões ambientais e sociais.

Segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mais de 80% das empresas adotam algum tipo de ação para reduzir a produção de resíduos, energia e água dentro da linha de produção. O estudo foi feito com empresários de todo o Brasil, em 2023, e nove em cada 10 empresas (89%) já adotaram medidas para combater a geração de resíduos sólidos. Além disso, 86% apresentaram soluções de redução do consumo de energia, enquanto 83% implementaram medidas contra o desperdício de água. Das 1.004 empresas consultadas, apenas 3% afirmaram que não adotam nenhum tipo de medida voltada à sustentabilidade.

Já a pesquisa global da EY, uma das maiores empresas de consultoria e auditoria do mundo, aponta que 99% dos investidores brasileiros utilizam as divulgações ESG das empresas como parte de suas decisões de investimento. 

Pensando nisso, o Serviço Social da Indústria – Sesi Paraná, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - Senai Paraná, convidam as indústrias paranaenses a se inscreverem na Chamada Sesi ESG, que tem como objetivo desmistificar o tema e direcionar iniciativas, processos e projetos sustentáveis que podem impulsionar o potencial das indústrias paranaenses.

 

Diagnóstico e metas bem definidos

 Para Eduardo Antônio Froza, diretor comercial e marketing da MTA Panelas, a mentoria da Chamada Sesi ESG foi de grande valia. “O Sesi Paraná nos deu um grande apoio porque nós precisávamos entender o conceito para depois implementar. Então, a mentoria clareou muitos pontos. Trouxe um diagnóstico completo definindo o lado estratégico, operacional e com metas bem claras. Os principais indicadores que trabalhamos foram governança e inovação. E inovação é uma veia que a MTA sempre priorizou, não só com relação à inovação de produtos, mas de processos também. Já com o indicador governança, também estamos bem alinhados, a empresa está expandindo e nós precisávamos ter essas metas bem definidas. No entanto, esse exercício é contínuo, todo ano haverá algo para ajustar e melhorar”, afirma.

Segundo o profissional, durante a mentoria foi implantado um código de conduta na empresa, assim como os indicadores e metas foram abertos para os colaboradores. “Nós ainda temos muito a evoluir porque o projeto foi recém implantado, mas já sentimos que o time está engajado”, finaliza.

 Vale ressaltar que o edital é aberto para micro, pequena, média ou grandes indústrias que têm interesse em implementar práticas de ESG e, ao investir em ações que contribuem com o meio ambiente, o social, e governança, é possível aprimorar os negócios e ganhar ainda mais credibilidade no mercado.

 

Como funciona a Chamada Sesi ESG?

Na primeira fase, empresas com CNAE industrial paranaense passam pela mentoria ESG, com capacitação, diagnóstico e mapeamento dos indicadores a serem potencializados por meio da ferramenta lean. Na segunda fase, ideias de novas tecnologias ou produtos que surgirem na primeira fase, podem ser inscritas para serem desenvolvidas com o apoio dos Institutos Senai de Tecnologia e Inovação.