Senai, UTFPR, Renault e Clarios desenvolvem um sistema de controle de baterias para mobilidade elétrica

Notícias
Pesquisa, que será desenvolvida como parte do Programa Rota 2030, tem como objetivo o desenvolvimento de tecnologia 100% brasileira e com preço acessível
Imagem sobre Senai, UTFPR, Renault e Clarios desenvolvem um sistema de controle de baterias para mobilidade elétrica

Um projeto para desenvolver um sistema de controle de baterias para mobilidade elétrica aplicado a veículos urbanos de pequeno porte uniu Senai, UTFPR, Renault e Clarios. O projeto de inovação denominado “Pack de Baterias de Íons-lítio com BMS” terá duração de 24 meses e será desenvolvido no Programa Rota 2030.

 

“O projeto, que foi recém iniciado, permitirá integrar um pack de baterias de íons-lítio a um sistema de controle, o BMS, com foco na mobilidade elétrica aplicado a veículos urbanos de pequeno porte. A pesquisa prevê o desenvolvimento de tecnologia 100% brasileira e com preço acessível”, explica Marcos Berton, pesquisador chefe do Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica.

 

Serão estudadas diversas configurações buscando a melhor solução sob o ponto de vista da eficiência energética, da segurança que a aplicação veicular requer e do gerenciamento da energia elétrica armazenada com a demanda de veículos elétricos compactos. “Buscamos desenvolver uma solução tecnológica para o mercado nacional que seja viável economicamente. É importante ressaltar que atualmente o pack de baterias corresponde de 30% a 40% do valor de um carro elétrico e a melhora da relação custo/benefício implicará de maneira direta e considerável no preço final do veículo”, analisa Marcos.

 

“Além disso, a tecnologia de integração de pack de baterias poderá ampliar a cadeia produtiva de componentes para a integração, tais como o BMS, cabos e conexões, apenas para citar alguns componentes. Ter componentes nacionais ajuda a reduzir não apenas a dependência internacional, mas também as variações cambiais, além de outros fatores que podem afetar o preço final dos componentes. Neste sentido, o consumidor final se beneficiará não somente de uma tecnologia nacional mas com preços mais competitivos”, completa.

 

Para Elizangela Camargo, coordenadora de Projetos de Inovação da Renault, “o desenvolvimento do projeto Pack de Baterias + BMS permitirá a capacitação da cadeia de fornecimento local nesse tema, que demonstra ser um dos futuros da mobilidade. A Renault do Brasil está sempre atenta às oportunidades de parcerias com institutos de ciência e tecnologia e universidades, pois sempre estamos buscando inovações que tragam benefício para o cliente. Inovar e praticar o open innovation faz parte do planejamento estratégico da nossa companhia.”

 

Jean Paulo, coordenador do laboratório elétrico da Clarios, explica que novas pesquisas e inovação são parte fundamental da estratégia da empresa. “Carros elétricos são uma tendência crescente em todo o mundo e o grande desafio é ter a melhor bateria em termos de eficiência energética. Por isso, a Clarios dá uma importância grande a esse projeto e as parcerias com institutos de pesquisa, de educação e montadoras”, afirma.

 

Fernanda Cristina Corrêa, professora do departamento de engenharia elétrica da UTFPR campus Ponta Grossa, corrobora: “ao procurarmos promover a mobilidade elétrica acessível para todos, temos que desenvolver tecnologias de baixo custo. Assim, é muito importante encontrar parceiros para inovar, para trocar conhecimento e amadurecer novas ideias e  soluções”.

 

“O conhecimento e o domínio acerca da tecnologia relacionada a eletro-mobilidade são fundamentais para o avanço tecnológico do país. Temos de fazer parte do protagonismo da inovação, seja do produto, seja do processo. O desenvolvimento de tecnologia nacional permitirá também a disseminação do conhecimento e a geração de novos empregos numa área ainda incipiente mundialmente”, afirma Marcos.