Startup desenvolve teste que identifica a vulnerabilidade genética de pessoas ao novo Covid-19

Notícias
A empresa FullDNA, acelerada pelo Sistema Fiep, utiliza inteligência artificial para realizar seus trabalhos científicos
Imagem sobre Startup desenvolve teste que identifica a vulnerabilidade genética de pessoas ao novo Covid-19

Nos últimos dias, a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou situação de pandemia mundial ao novo Covid-19. Para entender o comportamento deste vírus no corpo humano, a startup FullDNAacelerada pelo Sistema Fiep, desenvolveu um método capaz de identificar o índice de suscetibilidade genética de cada pessoa à doença. “Desde o ano passado, a FullDNA já estava desenvolvendo um algoritmo para analisar o risco de contaminação de alguns tipos de vírus. Doenças como SARS (síndrome respiratória aguda grave) e Influenza foram analisadas. Assim que os números de infectados por coronavírus começaram a se multiplicar, devido ao risco eminente, designamos uma equipe para desenvolver um algoritmo específico: um sistema que faz a leitura de dados genéticos e indica a suscetibilidade da pessoa ao coronavírus”, conta o CEO da startup, Roberto Grobman.

O objetivo do estudo é indicar quais pessoas são mais propensas à doença, para que medidas de proteção mais minuciosas sejam tomadas. Os testes já iniciaram e podem ser realizados em pessoas de qualquer idade. A coleta é rápida e indolor, por meio de análise de mucosa da boca. Para o gerente executivo de Tecnologia e Inovação do Sistema Fiep, Fabrício Lopes, todas as medidas que ajudem a minimizar o impacto do coronavírus na sociedade são importantes. “O Sistema Fiep tem apoiado diversas iniciativas relativas à prevenção e controle da doença. Desde cuidados básicos, como evitar ambientes com aglomeração de pessoas, até o desenvolvimento de pesquisas de ponta, como essa da FullDNA” observa.  

O teste pode ser realizado de duas maneiras: coletando o DNA da pessoa que deseja receber a análise ou utilizando os dados genéticos existentes, caso ela já tenha realizado algum exame genético ou genealógico. Para aqueles que necessitam colher os seus dados genéticos, o resultado sai em quatro semanas. Já para as pessoas que possuem suas informações genéticas em outros laboratórios, o resultado sai em um dia. “Se uma pessoa já fez um teste genético, ela pode mandar os seus dados para o nosso sistema e, em poucos minutos, obter o relatório de suscetibilidade ao coronavírus”, explicou o CEO da FullDNA. O método foi desenvolvido por pesquisadores da startup de Israel juntamente com pesquisadores da FullDNA do Brasil.   

No momento, somente os profissionais da saúde podem solicitar a aquisição do kit para o exame. "Como a extração das informações é feita em Israel, e em dólares, o valor do teste é de R$ 1.300, podendo ser parcelado" explica Roberto. Pessoas que tiverem resultados de exames de genealogia feitos pelas empresas 23andMe, MyheritageAncestry e FamilyTree, o valor cai para R$ 300. Os interessados devem se cadastrar no site da FullDNA do Brasil. O resultado do teste é enviado por e-mail.  

FullDNA no Brasil  

Desde o início deste ano, a startup que atua com tecnologia genética está sendo acelerada no Brasil pelo Sistema Fiep. “A missão da nossa aceleradora é impulsionar empreendimentos de alto impacto. Para nós, é um privilégio fazer parte deste projeto inovador que previne doenças por meio de estudos genéticos”, comenta Priscila Tie Assahida Moreira, consultora de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do Sistema Fiep 

 

Serviço: 

Mais informações: www.fulldna.com.br 

WhatsApp: (51) 98050-9891