Startup desenvolve software de monitoramento de circulação de pessoas para contribuir no combate à COVID-19

CASES
Programa da Eureka Labs já está funcionando em algumas regiões de Maringá e está sendo aperfeiçoado com apoio do Hub de Inteligência Artificial Senai
Imagem sobre Startup desenvolve software de monitoramento de circulação de pessoas para contribuir no combate à COVID-19

Monitorar a circulação de pessoas nos bairros é uma das formas de controle para combater a disseminação do Novo Coronavírus. Pensando nisso, a startup Eureka Labs, de Maringá, está desenvolvendo um software que monitora o tráfego de pessoas no Paraná. “Com o uso de imagens de algumas câmeras públicas, conseguimos identificar o fluxo de pessoas nas vias principais por meio de técnicas de inteligência artificial. Com esses dados, os órgãos públicos podem tomar decisões mais assertivas a respeito da manutenção do isolamento social”, explica Alan Melo Clappis, head de Data Science da Eureka Labs. O monitoramento já está funcionando em algumas regiões de Maringá, utilizando imagens de câmeras públicas.

O projeto foi aprovado pela chamada Saúde Tech, promovida pelo Senai no Paraná, Governo do Estado e Fundação Araucária, e conta com o apoio do HUB de Inteligência Artificial Senai, localizado em Londrina. “Startups têm uma velocidade muito mais rápida do que empresas tradicionalmente constituídas, então lançamos mão da velocidade destas novas empresas para promover iniciativas que possam conter a pandemia do Novo Coronavírus”, afirma Felipe Couto, gerente de Inovação e Produtividade do Sistema Fiep.

Em conjunto com esta iniciativa do governo do estado, podemos utilizar a visão computacional para automatizar a análise das imagens por meio de dados extraídos diretamente. Assim, ninguém precisa de fato observar as telas das câmeras, apenas visualizar os dados tratados pela inteligência artificial, e, mais importante, em tempo real. Já temos experiência na verificação de uso de EPI por funcionários e verificação de autorização de presença por imagens em setores industriais de forma automatizada, o que facilita muito os cuidados com os trabalhadores. Adicionalmente, estas tecnologias podem avançar em testes automatizados de produtos em fluxo contínuo de produção”, explica.

Agora, Eureka está está aperfeiçoando o algoritmo com novas tecnologias, como identificação de uso de máscaras, reconhecimento da faixa etária das pessoas (para avaliar a circulação de grupo de risco) e distanciamento de 2 metros. Além disso, deve ampliar a atuação para outras cidades do estado.

 

Sobre o HUB de Inteligência Artificial Senai

Inaugurado em 2019 na cidade de Londrina, o HUB de Inteligência Artificial Senai tem atuação nacional com a missão de acelerar a adoção das novas tecnologias pelas empresas brasileiras. O HUB atua como um Centro de Provas de Conceito de Inteligência Artificial, ou uma “fábrica de POCs”, para que as empresas experimentem a aplicação de IA de forma acessível e ágil.

O HUB de Inteligência Artificial Senai faz parte de um ecossistema de inovação em crescimento, onde estão conectadas empresas de TI, startups, indústrias, instituições de pesquisa e de ensino, todos envolvidos na temática de IA.