Indústria paranaense desenvolve tinta antiviral com apoio do Senai no Paraná

CASES
Renner Hermann foi uma das indústrias aprovadas pela chamada Saúde Tech, promovida pelo Senai no Paraná, Governo do Estado e Fundação Araucária
Imagem sobre Indústria paranaense desenvolve tinta antiviral com apoio do Senai no Paraná

Uma tinta com propriedades antivirais, que pode ser utilizada em paredes de ambientes hospitalares ou locais com grande circulação de pessoas, para reduzir a transmissão do Novo Coronavírus: este é o projeto da empresa Renner Hermann, produzido com o apoio do Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica, em Curitiba. “Com este projeto, buscamos aliar o nosso conhecimento no desenvolvimento de tintas de alta performance com a necessidade atual de produtos e serviços que auxiliem no combate deste vírus”, explica Andrea Renata Deip, engenheira química na Renner Herrmann. “Assim, surgiu essa ideia de incorporar funcionalidade antiviral na tinta, tornando mais eficiente a principal estratégia atual de combate à COVID-19, que é reduzir o número de pessoas infectadas em um curto espaço de tempo”, completa.

A tinta, que deverá inativar o vírus SARS-CoV-2 impedindo a maior propagação da doença, está na etapa de pesquisa. A previsão é que a solução seja entregue em até quatro meses. Filipe Cassapo, gerente do Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica, afirma que o projeto é um exemplo claro que a inovação é essencial para fomentar a atividade econômica industrial, gerando renda e empregos, de forma responsável, protegendo ao mesmo tempo saúde e bem-estar das pessoas. “A indústria está vivendo um momento único na sua história moderna. Deve enfrentar o desafio de manter atividades produtivas, garantindo a criação de valor, competitividade e produtividade, ao mesmo tempo que encontra soluções para enfrentar o Novo Coronavírus, preservando a vida e o bem estar”, analisa. “O Instituto Senai de Inovacão em Eletroquímica está à disposição da indústria e da sociedade para promover projetos que possam diminuir o impacto da COVID-19. Inovação é progresso.”

Com infraestrutura laboratorial e de recursos humanos altamente capacitados, o Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica realiza pesquisas aplicadas à indústria, desenvolvendo produtos e processos inovadores, resultando em maior competitividade e sustentabilidade para diversos segmentos, contando com diversas parcerias internacionais, como os Institutos Fraunhofer da Alemanha.

Atualmente é uma unidade credenciada pela Embrapii, indicando alta qualidade dos serviços, pesquisas, infraestrutura e corpo técnico especializado e apto para atender às necessidades da indústria, que pode ir da geração e armazenamento de energia; monitoramento e diagnóstico rápido para bioprocessos a revestimentos inteligentes e caracterização, monitoramento e controle da corrosão.

Sobre a Chamada Saúde Tech

Para promover o controle e combate à COVID-19, o Senai no Paraná em parceria com o Governo do Estado e com a Fundação Araucária lançaram a chamada Saúde Tech. Foram 10 projetos aprovados para serem desenvolvidos em Institutos Senai de Tecnologia e Inovação em todo o estado.